Sites falsos: Milan Leilões dá 8 dicas de como identificar e não cair em uma furada

Com o avanço do digital, muitos escritórios de leilões, como a Milan Leilões, estão adaptando os seus processos e atividades para o universo on-line.  

Apesar das diversas vantagens que a internet traz para esse mercado, que é tradicionalmente renomado e seguro, é necessário ressaltar que existem pessoas mal intencionadas capazes de criar sites falsos de leilões on-line. 

Para você não cair nesse golpe, nós apresentamos 8 dicas para ajudá-lo a identificar sites falsos e não perder oportunidades no mercado leiloeiro.  

Como escolher um escritório de leilões?

No momento de decidir pela melhor empresa de leilões, o cliente precisa levar em consideração pontos importantes, como: transparência tanto com quem arremata quanto através das informações disponíveis no site; competência para administrar um leilão; tempo de mercado e tecnologia, ou seja, uma plataforma on-line de fácil navegação. 

Para você não cair em um golpe, quando se trata de um site de leilões é preciso alguns cuidados especiais. 

O que são os sites falsos de leilões?

São páginas criadas por cibercriminosos, que possuem o objetivo de roubar dados e aplicar golpes financeiros. Esses sites podem adotar um nome falso ou utilizar nomes de empresas já existentes e que possuem tradição no mercado leiloeiro. 

Geralmente, esses sites simulam as plataformas on-line de leilões de forma bastante realista, e incluem dados importantes, como ferramentas de pagamento, telefone e e-mail. 

Por causa disso, eles podem confundir os interessados em vender ou em comprar bens por meio de um escritório de leilões. Por exemplo, sites falsos não utilizam o endereço .com.br apenas .com, pois estão hospedados em outros países.

8 dicas para identificar sites falsos de leilões

1) Cheque o endereço do site 

Antes de se cadastrar em qualquer site de leilões, confira o endereço dele. 

A Milan Leilões, por exemplo, só atende pelo endereço: www.milanleiloes.com.br. Qualquer outro site que utilize a marca Milan Leilões é falso e apresenta lotes para venda inexistentes.

2) Observe a grafia 

Muitos sites falsos de leilões podem utilizar o nome de um escritório de leilões já reconhecido e errar a grafia. 

Por exemplo: a Milan Leilões atende com apenas uma letra L. Se você visualizar um site que tenha essa grafia diferente, não proceda. 

Além disso, verifique se o site consta com erros de grafia nas demais informações. 

3) Verifique a reputação do escritório de leilões

Ao entrar em um site de leilões, verifique se a página consta o cadastro do leiloeiro da empresa e se ele está inserido na Junta Comercial do estado do escritório. 

Também fique atento as principais informações sobre a empresa, como: se ela é homologada pelo Tribunal de Justiça; qual é o seu tempo de atuação; como é o seu atendimento ao cliente nas redes sociais; e cheque os seus números de telefone e endereço.

4) Examine o selo Leilão Seguro 

A Associação da Leiloaria Oficial do Brasil (ALEIBRAS) criou o Selo Leilão Seguro, com o objetivo de verificar os sites e as empresas seguras de leilão. O selo só está disponível nas páginas regulamentadas. 

5) Confira a lista dos sites falsos

Além do Selo Leilão Seguro, a ALEIBRAS fez uma listagem dos sites falsos de leilão, que pode ser conferida neste site.

6) Averigue a credibilidade do leiloeiro 

Pesquise e descubra quem é o leiloeiro que está apregoando, em seguida, consulte o seu número de registro na Junta Comercial que esteja filiado. 

Os sites falsos pedem que o depósito de pagamento seja feito em nome de terceiros. Por isso, apenas efetue o pagamento do leilão na conta do próprio leiloeiro.

7) Visite antes de comprar

Sempre visite o bem antes de comprar. Caso o bem seja um imóvel, por exemplo, você pode aproveitar a visita para observar: a vizinhança, o comércio, o transporte público, entre outros fatores importantes.  

8) Consulte o local 

Consulte no Google o endereço do pátio onde o bem está guardado e certifique que pertence a um escritório de leilão. 

Conclusão: proteja-se com a Milan Leilões!

Ao seguir essas dicas, você evita de cair em um golpe financeiro e preserva os seus dados e informações pessoais. 

Apesar desse tipo de conduta, você não precisa ficar receoso em participar de um leilão on-line. Muito pelo contrário: ao se cadastrar na plataforma de uma empresa tradicional e especializada, você poderá ter acesso ao leilão de sua preferência e dar os seus lances, tendo respaldo e o máximo de segurança. 

Da mesma forma, se você deseja vender bens em um leilão, opte por uma empresa reconhecida, que ofereça soluções diferenciadas e que ajude a sua empresa a maximizar os seus resultados financeiros. 

Independentemente da sua escolha, saiba que você pode contar com o aval e a expertise da Milan Leilões, que, há 35 anos, atua de forma transparente, garantindo a máxima segurança durante o processo tanto para quem compra, quanto para quem vende. 

Estamos prontos para proporcionar aos nossos clientes o máximo de resultados, zelando pela ética e pela elaboração de uma estratégia de classificação e de divulgação adequada. 

Portanto, não perca mais tempo e fale conosco! Estamos dispostos para ajudá-lo em todo o processo e em tirar todas as suas dúvidas.